Petição Pública Logotipo
Ver Petição Razões para assinar. O que dizem os signatários.
A opinião e razões dos signatários da Petição: Manutenção em Portugal das obras de Miró (do património BPN), para Presidente da República; Assembleia da República; Primeiro-Ministro de Portugal; Deputados da Assembleia da República; Procurador Geral da República; União Europeia; UNESCO.

Nome Comentário
Carla S. Vender, só em último recurso!
Rui F. A Terra e a Arte, não se vendem, a não ser que nos queiramos extinguir. Mesmo assim, extingamo-nos primeiro.
José V. Qualquer país, qualquer governante, para quem a cultura fosse uma marca do seu estádio civilizacional, teria orgulho em possuir e expor esta colecção.
Joao G. não sei se vai resultar .....
Alexandre R. É o nosso património. Presevem-no. Pensem em cooperações institucionais, com vários museus do país, e fação exposições periódicas entre eles, já que não há verba para um novo museu de arte contemporânea. Afinal de contas, o que interessa é preservar o que é nosso, e aproveitando, pode-se ainda dinamizar outros tantos museus.
maria l. ... há muitas pessoas competentes e desempregadas para fazer a manutenção das obras; seria até um grande momento, na vida desses profissionais, que temos e dos bons!
Lúcia C. Não ao desmantelamento do espólio português.
Paulo M. As obras num museu e no nosso país rendem muito mais do que o dinheiro da sua venda, tenham visão a longo prazo e tenham vergonha na cara
TANIA L. JÁ CHEGA DE TANTA FALTA DE VERGONHA NA CARA
Luís A. Por alguma razão a UNESCO chama a certo património "imaterial". Não o transformem em "mercadoria", como quase tudo neste sistema...
Ana R. Não estou de acordo com a venda das obras. Elas foram pagas com o dinheiro dos contribuintes e por isso são património nosso. Não reconheço nos atuais e anteriores governantes o direito de as porem à venda sem o consentimento dos portugueses.
Paula M. a cultura não é para ser vendida, mas sim para continuar no nosso país para ser vista e admirada, para assim termos conscencia do que é nosso e da riqueza que é o nosso património cultural que é imenso e estamos a dar cabo dele.
Alberto C. Temos de salvaguardar o nosso Património
Jose P. A saida de Portugal destas obras é um crime contra a cultura, a economia e o turismo de Portugal. O turismo vindo da China, da India, do Brasil, do Medio-Oriente vem a Europa em busca de historia, cultura, arquitectura e arte. Estas 85 obras podiam ajudar imenso a mudar a percepcao internacional sobre Portugal, do turismo de sol e praia, que interessa aos ingleses e alemaes, para o turismo da cultura que interessa aos turistas da globalizacao.
Laura R. Devemos, de preferência, chamar o turismo para vir cá ver, em vez de despacharmos o que ainda temos de valor, deste género, em Portugal.
João M. o povo português tem direito à culltura
maria r. o presidente e o 1ºministro são uns analfabetos culturais
Isaura P. Só um governo desgovernado não investe na cultura, mas sim no culto das eminências pardas
Nuno M. Esta foi a única coisa positiva que Portugal obteve na compra do BPN com o dinheiro dos contribuintes! Nacionalizaram um banco; venderam-no ao desbarato privatizando lucros e nacionalizando prejuízos e no meio disto tudo vieram os quadros - o brinde no Bolo-Rei... mas mesmo assim querem vendê-lo! Não consigo entender!
Ana C. Os quadros devem ser expostos e não vendidos por esse valor ridículo. Talvez fosse uma melhor ideia angariar fundos por cofre do estado português através de exposições da coleção no estrangeiro?!

Assinaram a petição
10.451 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.



Ler texto da Petição