Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Abaixo-assinado Trabalhadores da Randstad II nos Call-Centers do Grupo EDP

Para: Randstad II / Grupo EDP / Governo / Grupos Parlamentares / ERSE

Abaixo-assinado
Trabalhadores da Randstad II nos Call-Centers do Grupo EDP

Contra a falta de resposta às reivindicações e a alteração unilateral
das condições remuneratórias e pecuniárias.
Pelo combate efectivo à precariedade!

Os trabalhadores da Randstad prestam serviço há dezenas de anos nos Call-Centers do grupo EDP, substituindo trabalhadores dos quadros permanentes daquelas, conhecem apenas como resultados a procura cada vez maior de degradar as relações de trabalho, onde a instabilidade laboral e o salário mínimo nacional são as únicas práticas.
Neste contexto, considerando os diversos interveniente e o seu silêncio cúmplice, expressamos e exigimos:

• À Randstad, rejeitamos a alteração unilateral denominada de “reestruturação salarial” que mais não visam retirar direitos e eternizar à aplicação do salário mínimo nacional. Exige-se a resposta às propostas expressas em caderno reivindicativo;

• Das empresas do Grupo EDP, exige-se que em definitivo assuma os postos de trabalho dos trabalhadores desta empresa, cuja actividade é imprescindível para a sua actividade e obrigações regulamentares e legais, afastando-se de práticas condenáveis de estimular por uma progressiva entrega de actividades ao exterior, onde apenas procura lucrar à custa de condições precárias de trabalho, sendo, dessa forma, a primeira responsável, logo a seguir aos sucessivos governos;

• Ao Governo e Grupos Parlamentares, exige-se que crie as condições e medidas legislativas adequadas para que estas prestações de serviço tenham obrigatoriamente subjacentes as condições de trabalho aplicadas nas empresas contratantes, deixando à iniciativa de alguns, poucos, Grupos Parlamentares, a intervenção nesta matéria. Esta situação tem décadas, é chamada à discussão em fases eleitorais, mas depois a defesa passa a ser estritamente das empresas e seus interesses.

• À ERSE, solicita-se uma intervenção adequada às suas competências, onde exista sempre uma garantia das condições passarem pela entrega de actividades a terceiros, degradando o serviços por força de práticas que visam estritamente o lucro.

Os trabalhadores assumem uma defesa intransigente destas posições, objetivos e garantem o desenvolvimento de todas as ações necessárias até atingirem o que é da mais elementar justiça e tratamento digno e não discriminatório.



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
462 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.