Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Petição pela proteção dos animais abandonados em Matosinhos

Para: Ex.ma Sra. Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos Dra. Luísa Salgueiro e Ex.ma Sra. Presidente da Assembleia Municipal de Matosinhos Dra. Palmira Macedo

Estamos preocupados com a situação gerada pela captura das matilhas do concelho, com a falta de informação e envolvimento dos cuidadores, com o confinamento excessivo dos animais capturados e com a ausência de políticas de esterilização.

Sabemos que estes animais um dia foram abandonados por alguém e, uma vez que nunca houve preocupação da Câmara Municipal em esterilizá-los, estes são cada vez mais.

O município de Sintra já desenvolveu uma óptima solução, que deixa toda a gente satisfeita, e trata os animais com a devida dignidade e respeito: vedou espaços vulgarmente chamados de parques de realojamento de matilhas de cães.

Assim, Sra. Presidente da Câmara Municipal Dra. Luísa Salgueiro, queremos que a Câmara de Matosinhos:

- trate os animais que vivem no nosso concelho como eles merecem e que invista, de forma sustentável, nas esterilizações dos mesmos;

- construa, com urgência, parques de realojamento de cães que vivem em matilhas;

- envolva os cuidadores actuais das matilhas em todo o processo, desde a captura, realojamento e posteriores cuidados aos animais;

- faça as capturas de forma correcta para com os animais (seguir exemplo de Sintra);

- implemente políticas CED, reconhecendo e regulamentando o papel dos cuidadores das colónias de gatos.



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
805 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.