Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Carta à Emb. Alemã sobre o "Caso dos Submarinos"

Para: Cidadãos da República Portuguesa

O grupo de cidadãos que entregou na PGR a Carta Aberta contra o Arquivamento do Caso dos Submarinos
http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=Portugueses
e que em Abril foi recebido no Parlamento
http://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/Paginas/DetalhePeticao.aspx?BID=12591

Vai entregar, em Maio, na Embaixada da República Federal da Alemanha, em Lisboa, a seguinte lista de perguntas sobre i envolvimento de empresas e do governo germânicos no "Caso dos Submarinos" e questionando este país da União Europeia sobre a falta de cooperação das suas autoridades judiciais na investigação portuguesa deste processo.

Se concorda, subscreva!

1
Porque é a justiça alemã recusou colaborar na investigação do processo dos submarinos, não fornecendo os elementos que foram pedidos em várias ocasiões, nomeadamente informações bancárias sobre indivíduos ou empresas que intervieram no processo negocial? Quem beneficiou com esta recusa? Que motivos teve a Alemanha para não colaborar?

2
O cônsul honorário de Portugal em Munique, Jürgen Adolff (condenado na Alemanha por ter sido “contratado” pela Ferrostaal para promover encontros com decisores políticos portugueses a troco de uma comissão) ficou com o dinheiro das “luvas” para si próprio ou dividiu-o com mais alguém? É verdade que a sentença que condenou Adolff, na Alemanha, no caso dos submarinos, dá como provada uma “conversa a quatro olhos, a sós” entre o referido cônsul e Paulo Portas?

3
Onde estão os 27 milhões de euros que a Ferrostaal assumiu ter pago, relativos a contratos com a ESCOM Limited, e que se perderam numa miríade de fundos e offshores? O que sabe a Justiça alemã destes fluxos? Partilhou esta informação com a Justiça portuguesa? Se não, porquê?

4
Porque é que os submarinos do consórcio alemão foram subindo de classificação nas preferências da Marinha e do Ministério – primeiro estavam em último lugar, depois em segundo – até serem, finalmente, escolhidos?

5
Porque razão a investigação às contrapartidas da compra dos submarinos e depois de DEZ buscas a vários escritórios de advogados (3 alemães e 7 portugueses) produziu ZERO condenações de burla qualificada e falsificação de documentos? Estes advogados alemães também não foram julgados e condenados na Alemanha?

6
Na Alemanha, dois ex-gestores da Ferrostaal – Johann-Friedrich Haun e Hans-Peter Muehlenbeck – foram julgados e condenados por suborno de funcionários públicos estrangeiros, na venda de submarinos U-209PN a Portugal e à Grécia: Os próprios admitiram ao tribunal terem pago “luvas” e o ex-cônsul honorário Jürgen Adolff, foi um dos beneficiários (1,6 milhões de euros), isto segundo a sentença do Tribunal de Essen. Quanto deste dinheiro chegou a portugueses? E se chegou quem são eles?

7
Porque é os tribunais alemães nunca deram à investigação portuguesa a “documentação que lhes foi rogada e que era indispensável à reconstituição dos circuitos financeiros dos eventuais pagamentos de luvas” (despacho de arquivamento da PGR)? É verdade que esta documentação foi produzida por uma equipa conjunta de procuradores alemães e portugueses trabalhando durante semanas nas instalações da Ferrostaal?



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
931 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.