Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Petição Para Revisão do Plano de Ensino à Distância do Agrupamento Escolas Gomes de Almeida - ESPINHO

Para: Todos os Encarregados de Educação Agrupamento Escolas Gomes de Almeida

O regime de ensino à distância arranca a 8 de Fevereiro e a referência da tutela aponta para que pelo menos 1/3 do ensino assente em trabalho online (síncrono) e o restante em trabalho individual (assíncrono).

No entanto, não existe nenhuma regulamentação do Ministério da Educação, apenas recomendações enviadas aos estabelecimentos de ensino para que estes criem os seus próprios planos de ensino à distância. O objetivo é evitar que os alunos fiquem sobrecarregados de trabalho autónomo e promover uma maior interação com os professores, através do ensino, esclarecimento de dúvidas, debate de ideias, socialização, leitura, realização de experiências, e sobretudo apoio do professor.
Claro que este tipo de ensino cria uma enorme desigualdade no aproveitamento escolar dos alunos. Desigualdade em termos de suporte informático, suporte familiar e desigualdade de planos de ensino oferecidos pelas escolas, diferindo bastante entre elas e distanciando-se demasiado daquilo que é recomendado pela tutela.
Para isso basta vermos o exemplo do que vai acontecer na nossa cidade de Espinho.
No agrupamento de Escolas Manuel Laranjeira existirão no 1º ciclo, dois tempos síncronos por dia, um de manhã e um à tarde, com o professor titular. Acresce ainda, um de Inglês e de Mandarim para os alunos do 3º e 4º ano. Já para os alunos do 2º, 3º ciclo e secundário, 50% da carga horária de cada disciplina será realizada de forma síncrona.

Ora, no agrupamento de Escolas Gomes de Almeida, no 1º ciclo, as aulas síncronas vão-se resumir a três tempos semanais (com cerca de 1 h de duração). Acresce 1 h de Inglês e/ou Educação Física, conforme os anos de escolaridade. Os alunos do 2º,3º ciclo e secundário também terão um menor tempo dedicado a sessões síncronas quando comparado com outro agrupamento.

Esta comparação é inevitável. Quando comparamos o plano de agrupamento de Escolas Gomes de Almeida com o agrupamento “vizinho” e com outrras escolas públicas, não podemos deixar de ficar surpreendidos por não terem sido feitas alterações significativas ao plano “deficitário” que foi realizado de Março de 2020 até ao final desse ano letivo.

Em 2020, com o aparecimento de uma pandemia, as escolas confrontaram-se com uma inesperada realidade para a qual não estavam preparadas: o ensino à distância. Após 11 meses continuamos a assistir a planos escolares insuficientes e muito díspares da recomendação da tutela e que prejudicam o ensino e futuro escolar dos nossos filhos.

A nós, pais, compete-nos lutar pelos direitos deles. O direito de aprenderem.

Vimos desta forma apelar a que o agrupamento de Escolas Gomes de Almeida reveja o plano que nos foi apresentado a 5 de fevereiro de 2021.




Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
258 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.