Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Celebração Nacional de Final da Pandemia

Para: Assembleia da República, XXII Governo da República Portuguesa, Ministério da Cultura

Ex.ºs deputados e deputadas da XIV legislatura da República Portuguesa,
Exº Primeiro-Ministro, Dr. António Costa,
Exª Ministra da Cultura, Dr.ª Graça Fonseca,
Autarquias e demais entidades responsáveis pela promoção da Cultura e do desenvolvimento económico nacional,

1. MÓBIL DA PETIÇÃO
Nos tempos conturbados em que vivemos, é difícil olhar além do horizonte. Embora desejemos ardentemente o final desta pandemia e o regresso a algo que se assemelhe à normalidade, as incertezas são como um nevoeiro que se abate sobre as nossas expectativas do futuro.
Porém, como representantes políticos, cabe-vos ter a coragem de tomar decisões apesar do nevoeiro, traçar uma rota e fazer jus à confiança que o eleitorado depositou em vós.

O legado deste coronavírus será profundo e duradouro a nível social, económico, sanitário e mental. O curso que traçam, que definirá o vosso legado, deverá ser o de minimizar o do vírus e deve contemplar mais do que bazucas europeias.

Há que contemplar a catarse coletiva.

O final da pandemia será um momento histórico marcante. Nunca antes a Humanidade havia gozado de tantas liberdades e oportunidades, abruptamente sonegadas devido à mera existência de um ser que nem sequer nos é visível.

Mas não foi por medo do vírus que líderes de todo o Mundo decretaram confinamento. Foi por solidariedade, virtude que está nos antípodas de tudo quanto caracteriza um vírus. Foi pela preservação de sistemas de cuidados de saúde, conquista histórica recente da qual é impensável abrir mão.

Foi por sermos humanos e valorizarmos a vida em sociedade que nos confinamos, é enquanto humanos que devemos celebrar a final desta provação. Enquanto responsáveis políticos, têm em mãos a oportunidade de sanar algumas das feridas abertas na nossa alma coletiva. E isso faz-se com o estímulo dos laços sociais e do convívio que é uma memória remota, com abraços despreocupados, conversas desmascaradas. Faz-se com festa, faz-se com Cultura.

2. PROPOSTA
Por estes motivos, consideramos que a organização de uma Celebração Nacional de Final da Pandemia é uma iniciativa de caráter premente. Propomos um evento multidiário em todo o território português, com a promoção da utilização do espaço público através de atividades culturais e formativas como concertos, peças de teatro, exposições, feiras, workshops e conferências.

Além do caráter catártico acima mencionado, esta iniciativa teria um efeito prático e muito positivo em setores flagelados pela crise adveniente da pandemia, como a Cultura, Restauração, Turismo, interno e externo, e pequeno Comércio.

3. CONSIDERAÇÕES FINAIS
Por forma garantir a Sustentabilidade deste incentivo económico, sugerimos a integração desta celebração num ciclo de efetiva promoção cultural junto da população portuguesa, de modo a que não se circunscreva num breve momento de folia. No mesmo espírito, acreditamos que a melhor estratégia será a promoção e colaboração com entidades e organizações locais, na definição daquela que será a intervenção na sua zona de atuação.

Cremos que a Democraticidade e Inclusividade devem ser valores centrais, para que esta seja uma celebração verdadeiramente nacional. Para o efeito, as atividades deverão
ser tendencialmente gratuitas para o público em geral e decorrer em todo o território português, tanto rural como urbano, não se cingindo aos grandes aglomerados populacionais. A programação deverá contemplar diferentes níveis de escolaridade, hábitos e práticas culturais, idades, incapacidades físicas e ademais variáveis nas quais se tece a experiência humana.

Cientes dos riscos para a saúde e urbanidade que estes eventos comportam, propomos que se articulem neste esforço campanhas de sensibilização para a perniciosidade de alguns comportamentos, de preferência com a colaborações de organizações cívicas. No casos que nos parece mais gritantes, do excesso de tráfego automóvel e da condução sob o efeito de álcool, sugerimos que o poder político se arrogue da sua capacidade negocial e logística para assegurar transporte público diverso e acessível, quer na sua forma coletiva (comboios e autocarros), quer privada (táxi e empresas TVDE)

Embora não se esgotem aqui as nossas ideias para aquele que será sem dúvida um dos momentos definitivos da década que se avizinha, agradecemos a atenção dispensada e esperamos o bom acolhimento desta Petição.

Estamos disponíveis para qualquer assunto através do endereço onuancepodcast@gmail.com

Subscrevemo-nos, com um abraço fraterno
Francisco Pereira da Silva Pais Rodrigues
João Paulo Cruz de Castro
Luís Bernardo Lima de Amado Bessa



Qual a sua opinião?

Celebração Nacional de Final da Pandemia, para Assembleia da República, XXII Governo da República Portuguesa, Ministério da Cultura foi criada por: nuance.
A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
28 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.