Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Impedir a realização da festa do Avante .

Para: Senhor Presidente da República, Senhor Presidente da Assembleia da República, Senhor Primeiro Ministro, Senhor Presidente do Tribunal Constitucional

Exmº Senhor: Presidente da República.
Exmº Senhor: Presidente da Assembleia da República
Exmº Senhor. Primeiro Ministro
Exmº Senhor: Presidente do Tribunal Constitucional


Artigo 13.o (Princípio da igualdade)
1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei.
2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.

Foi em nome desta igualdade, defendida pela Constituição da República Portuguesa, que vimos a Assembleia da República festejar o 25 de Abril, depois de terem remetido o Povo Português a “prisão domiciliária”, durante a Páscoa.

Foi em nome desta mesma igualdade, que vimos ser violado o cerco Municipal em todo o território, para que se pudesse festejar o 1º de Maio, enquanto ao mesmo tempo era ideologicamente imposto um cerco ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, no dia 13 de Maio.

Pois é com base neste principio de igualdade, que avançamos com este petição, em nome da liberdade de cada um, para que a manifestação de caris político- ideológico, designada como Festa do Avante, num clima em que todo o País, continuará a lutar contra uma pandemia, de proporções mundiais que de resto já teve consequências fatais, para milhões vidas humanas, e não sabemos quantas mais irá afetar.

Os direitos, liberdades e garantias, conquistados em Abril, não são um exclusivo de uma casta de Portugueses de esquerda, que podem impor a sua ideologia, violando os direitos, liberdades e garantias de todos os que discordam das suas ideias, que de resto já todos sabemos o que originam. Basta olharmos para o mundo, tal como ele é.

Não há Portugueses de primeira, nem Portugueses de segunda, os Portugueses de esquerda, não se podem considerar acima de qualquer desígnio legal, nem os Portugueses de direita de devem vergar, perante constantes violações da Constituição da República Portuguesa. Por isso apelamos a quem de direito, ao senhor Presidente da República, ao senhor presidente do Tribunal Constitucional, ao senhor presidente da Assembleia da República, têm aqui a oportunidade de fazer alguma coisa pelo país, dando um sinal claro, de que cumprem o juramento que fizeram quando tomaram posse.

Assim, apelamos a todos os Portugueses com sentido de liberdade, com sentido de responsabilidade, com sentido respeito pelo próximo, que se juntem a nós e impeçam esta manifestação ideológica de uma esquerda retorcida, ultrapassada, arrogante e sem escrúpulos, que mais não quer do que continuar a espalhar a mensagem que é a mesma de há 46 anos atrás.

Apelamos também, aos órgãos de soberania do Estado, para que no regular funcionamento das suas responsabilidades, façam valer o artigo 13º, da Constituição da República Portuguesa, fazendo valer, como nos disposto, os direitos, liberdades e garantias do povo Português.



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
137 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.