Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Cancelamento da Caça à Raposa em Quiaios

Para: Sr. Carlos Ângelo Ferreira Monteiro, Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz , Exma. Sra. Maria Fernanda Marques Lorigo, Presidente da Junta de Freguesia de Quiaios, Exmo. Sr. Nuno Banza, Presidente do Conselho Diretivo do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas , Associação de Desenvolvimento da Murtinheira , Foz Gráfica,

Tomámos conhecimento do evento “Batida Raposa & Saca-Rabos”, que terá lugar em Quiaios, a 23 de fevereiro, e que é organizado / apoiado – ou não contestado – por V/Exas.

A caça à raposa e saca-rabos é uma prática hedionda de crueldade animal, mascarada pelas palavras “desporto”, “tradição”, “conservação” e “controlo populacional”.

De acordo com a Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Concelho da Figueira da Foz, “as alterações climáticas são um dos principais desafios que o município terá de enfrentar durante o século XXI, nomeadamente por causa do aumento da temperatura média, a precipitação excessiva em períodos curtos e a subida do nível médio do mar. No processo de adaptação a estas alterações destaca-se a importância do envolvimento e participação do município, juntas de freguesia, comunidade e instituições locais para minimizar os efeitos que as alterações climáticas terão na vida de todos nós”.

São essas mesmas alterações climáticas que agravam a colocação em risco das populações de animais de Portugal, incluindo raposas e saca-rabos. As mesmas diminuíram consideravelmente com os incêndios que têm arrasado o nosso país.

Tomando como exemplo o saca-rabos (um dos mamíferos de distribuição mais invulgar na Europa, estando restrito ao sudoeste da Península Ibérica) e a raposa-vermelha (um dos canídeos selvagens do nosso país), a caça desestabiliza o seu desenvolvimento natural, tendo em conta que são alvos preferenciais dos praticantes desta atividade de entretenimento, animais de grande porte, saudáveis e mais fortes. De acordo com a Ciência, seriam estes animais que dariam continuidade à espécie. São ainda deixadas órfãs e em risco de vida centenas de crias, que acabam por morrer – não sendo por ferimentos – por falta de acompanhamento dos progenitores. A diminuição da população destes animais coloca ainda em risco todo o ecossistema local: aumentarão as populações de outras espécies, tão ou mais perigosas para o ser humano e, por exemplo, para a indústria agropecuária.
Sabe-se também que a acessibilidade e “simpatia” da raposa-vermelha é um dos motores do turismo em Quiaios.

Numa sociedade que se idealiza íntegra e moderna, e que aspira acompanhar o desenvolvimento as grandes potências europeias, é inconcebível entidades públicas associarem-se a eventos como este: de abuso, maus tratos e morte agonizante de animais.

Vimos por este meio apelar à Câmara Municipal da Figueira da Foz, à Junta de Freguesia de Quiaios e à Associação de Desenvolvimento da Murtinheira, o cancelamento deste evento bárbaro, evitando assim que a Figueira da Foz e Quiaios associem o seu bom nome, de forma gratuita e desnecessária, a sofrimento animal – o oposto de conservação da natureza, preocupação ambiental, proteção da vida e da biodiversidade e defesa do bem-estar animal.


Sabendo que cada vez mais os portugueses se identificam com estes princípios fundamentais, assistindo igualmente à mobilização contra este evento por parte dos cidadãos da Figueira da Foz, em particular da população de Quiaios, e na certeza de que V/ Exas. irão refletir sabiamente sobre a importância de proteger e defender os seres vivos.



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
3.634 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.