Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Petição pública para reposição de horarios de 24/24h do posto da GNR de Alcáçovas

Para: Exmo Sr. presidente da República,Exmo Sr. Ministro da admistração Interna

Excelentíssimo Senhor Presidente da República,
Excelentíssimo Senhor Ministro da Administração Interna

Alcáçovas é uma Freguesia do Concelho de Viana do Alentejo onde desde há uns meses a esta parte o aumento da insegurança por parte dos cidadãos se tem vindo a acentuar.
É percepção de todos nós, habitantes e subscritores deste documento, que a crescente insegurança deriva directamente do encerramento do Posto da GNR em Alcáçovas, que desde sempre assegurou o funcionamento 24h por dia e actualmente está aberto entre as 9 e as 17h, ficando transformado numa repartição administrativa, sem qualquer efeito de patrulhamento ou visibilidade pública.
Esta situação é ainda mais grave porque, supostamente, é a partir do Posto de Viana do Alentejo que o patrulhamento para todo o Concelho é assegurado.
Quem se dedica aos furtos, roubos e outras atividades criminosas, já percebeu o funcionamento actual desta força de segurança e tem agido livre e impunemente, a seu belo prazer, sendo nas últimas semanas a Freguesia de Alcáçovas, particularmente algumas empresas locais, gravemente atingidas e lesadas por assaltos e atos de vandalismo, que apenas se compreendem pelo facto de esta população estar completamente desprotegida.
As respostas que temos procurado obter junto dos responsáveis regionais da GNR são invariavelmente evasivas e remetem sempre para a falta de meios, humanos e técnicos, que não permitem o reforço da segurança no Concelho de Viana do Alentejo e, em particular, na Freguesia de Alcáçovas.
Desta forma, Senhor Presidente da República e Senhor Ministro da Administração Interna, os subscritores do presente documento vêm apelar junto de Vªs Exªs para que possam ser tomadas medidas que permitam:
1º Voltar a reabrir o Posto da GNR em Alcáçovas 24 horas por dia, com o efectivo suficiente para poder realizar ações de patrulhamento e de proximidade.
2º Que sejam reforçados os meios humanos e técnicos quer no Posto da GNR de Alcáçovas, quer no Concelho de Viana do Alentejo por forma a permitir um policiamento de proximidade, visível para os cidadãos e que seja desincentivador para todos os que se dedicam a atos criminosos que até agora estão a agir impunemente.
3º Nesta reorganização de funcionamento que propomos, sugerimos uma atenção particular à Freguesia de Alcáçovas que, quer pela sua dimensão quer pela quantidade de ocorrências graves que nas últimas semanas se registaram está particularmente exposta a atos criminosos.
4º No fundo, Senhor Presidente da Republica e Senhor Ministro da Administração Interna, enquanto cidadãos honrados, cumpridores dos seus deveres e obrigações e que lutam diariamente para se manterem no interior do País quando todas as aparentes conjunturas que nos rodeiam levam a pensar que deveríamos ir embora, no fundo, apenas estamos a pedir que uma das funções básicas do Estado (a Segurança no seu Território), possa chegar também a estas terras do interior alentejano, nomeadamente ao Concelho de Viana do Alentejo e às suas Freguesias, designadamente Alcáçovas. Apenas pedimos que seja corrigida uma decisão errada e que diariamente nos está a causar danos difíceis de calcular.
Com os melhores cumprimentos



Qual a sua opinião?

Petição pública para reposição de horarios de 24/24h do posto da GNR de Alcáçovas, para Exmo Sr. presidente da República,Exmo Sr. Ministro da admistração Interna foi criada por: População do Concelho de Viana do Alentejo.
A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
162 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.