Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Petição contra a falta de policiamento na vila de Alcáçovas

Para: Sr Ministro da Administração Interna

Falta de segurança na vila por motivos de encerramento do posto da GNR, os assaltos aumentaram e a segurança da população é diminuta
Queremos a nossa segurança de volta.


"O Posto de GNR das Alcáçovas está a perder os seus efetivos e a sua capacidade de atuação. Está a decorrer um lento e silencioso “desmantelamento” do Posto da GNR das Alcáçovas.
A sua transformação em mero posto de atendimento preocupa a população da Vila de Alcáçovas. Trata-se de um serviço de proximidade sentido como muito importante para a dissuasão da criminalidade, para a redução da vulnerabilidade dos mais idosos, para a segurança, em geral, da população. Os recentes casos de assaltos, furtos e vandalismo são sinais disso mesmo.
No ano de 2000 o Posto da GNR de Alcáçovas tinha 11 efetivos, os quais garantiam o atendimento 24h e o respetivo patrulhamento.
Em fevereiro de 2008 surgiu a notícia na Comunicação Social de Alcáçovas ia fechar. Enfraqueceu a sua capacidade de atuação, mas efetivamente não encerrou.
Em 2018, o efetivo do Posto da GNR de Alcáçovas era de 5 militares, garantiam o atendimento (09:00h - 17:00h) e o patrulhamento possível.
A partir de dezembro de 2018, o patrulhamento passou a ser garantido pelo Posto da GNR de Viana do Alentejo,
Esta mudança parece-nos que é extremamente negativa. É uma mudança demasiado drástica e que coloca em risco a segurança da população e visitantes da Vila de Alcáçovas.
Um exemplo: se um cidadão na localidade de Alcáçovas solicitar a presença (através da participação de uma ocorrência) de uma patrulha da GNR, a mesma terá de vir de Viana do Alentejo, de Montemor-o-Novo, ou até mesmo de Évora (caso as outras patrulhas estejam ocupadas em ocorrências).
Esta mudança vai contra os ideais da instituição GNR, que refere: “Somos uma Força Próxima, Humana e de Confiança”.
A decisão é errada por vários motivos, ora vejamos:
1 - A vila das Alcáçovas é a freguesia com maior área de intervenção no concelho de Viana do Alentejo. Alcáçovas representa 268Km2 e a sede do concelho (Viana do Alentejo) representa 98km2. Evidentemente que a sua área de intervenção é 3 vezes superior à da sede de concelho. Representa cerca de 40% da população do concelho.
2 - A vila de Alcáçovas é uma freguesia com mais área de intervenção do que muitas sedes de concelho do distrito de Évora: Alcáçovas 268km2, em comparação Arraiolos tem 146km2, Mora 127km2, Vila Viçosa 34km2, Borba 42km2, Alandroal 259km2 e Mourão 135km2.
3 - Nos censos demográficos entre 2001 e 2011, Alcáçovas é das poucas localidades do Alentejo que teve um aumento da sua população. Aumentou de 2088 para 2111 habitantes.
4 - A vila de Alcáçovas tem sistematicamente mais crimes registados do que a sede de concelho (Viana do Alentejo).
5 - Em 2016 Alcáçovas apresenta um registo de criminalidade superior à média das freguesias próximas.
Estes dados são clarificadores do erro da decisão tomada. É muito importante referir que Alcáçovas faz limite com o distrito de Setúbal (3º distrito com maior criminalidade do País).
Poderíamos apresentar mais dados sobre o erro deste lento “desmantelamento” do Posto da GNR de Alcáçovas, mas os elementos acima indicados parecem-nos claramente esclarecedores.
Pela informação que nos chega esta é uma decisão definitiva tomada pelo Governo.
Apesar de todas as dificuldades e escassez de meios, reconhecemos que os agentes da GNR que têm assegurado o Posto da GNR de Alcáçovas, têm feito um trabalho muito exemplar.
Assim, os abaixo-assinados solicitam a V. Exa., Sr. Ministro da Administração Interna, uma tomada de posição relativamente à situação do Posto da GNR de Alcáçovas, nomeadamente a reversão do horário de funcionamento (garantindo o funcionamento em permanência) e o reforço dos efetivos adstritos àquele Posto, de forma a permitir uma efetiva e pronta ação de policiamento e segurança das populações."





(Texto original de António Costa da Silva em Janeiro
de 2019, aqui apresentado com algumas alterações)



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
287 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.