Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Não ao Jardim (privado) da Glória sem discussão pública. Não a um LOTEAMENTO DE LUXO com destruição ambiental e patrimonial no coração da Graça.

Para: Presidente e Deputados da Assembleia Municipal de Lisboa, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Directora-Geral do Património Cultural.

Aqui o detalhe do projecto com imagens:
https://www.stonecapital.pt/projects/jardim-da-gloria/

O numero do processo na CML é: 1380/EDI/2017
A localização das obras é: Rua das Beatas, 16-32, Lisboa


O QUE ACONTECEU?
Quarta feira, 20 de fevereiro, máquinas de obras destruíram quase 0,6 ha de árvores e mato, de um imenso logradouro muito antigo, de um “pulmão verde” entre 4 ruas e 4 eixos de prédios, um elemento vital para o equilíbrio ambiental da zona e da cidade de Lisboa. Um "logradouro verde permeável a preservar (espaço consolidado)" segundo o PDM - Plano Diretor Municipal em vigor.

Sem aviso prévio. Sem a presença de técnicos. Sem a existência de estudos fitossanitários como o Regulamento Municipal do Arvoredo determina. E, como o imenso terreno fica ao lado da Capela Senhora da Glória, sem a respectiva avaliação arqueológica.

Os serviços da CML aprovaram este LOTEAMENTO como se não o fosse, ou seja, sem cumprirem o que a Lei determina para os loteamentos: discussão pública, que compreende aviso público, fase de recolha de contributos dos interessados, relatório de ponderação, reformulação (ou não) da proposta e aprovação da mesma em reuniões de CML e de AML.


QUAL É O PROJETO DO "JARDIM DA GLÓRIA"?
Este empreendimento, da empresa Stone Capital e com projecto do atelier arquitectónico ARX, prevê a construção de “40 apartamentos com áreas entre os 45 e os 450 m²; estacionamento subterrâneo; piscina, spa e zona lounge; jardim e parque infantil”.
Na verdade, são 41 casas no total, que já estão à venda pela imobiliária Christies, à partir de 615 000€ (um T2 de 100m2), e até 1,9M€ (T4 duplex de 397m2). Já 9 delas estão "vendidas", e 16 delas "reservadas", antes de ser construídas. O preço médio é de 6000€/m2, longe do que podia ser considerado alojamento "acessível".
https://www.portadafrente.com/pt_PT/shop/product/jardim-da-gloria-40500


Segundo os documentos que conseguimos consultar, todos estes espaços verdes e de lazer são de uso privado e limitado aos moradores deste CONDOMÍNIO DE LUXO, salvo uma pequena zona pedonal que dá acesso à zona de estacionamento subterránea (2 níveis debaixo do terreno).


Os moradores dos prédios em volta do logradouro vão perder a vista sobre o Tejo e sobre uma área verde natural, para receberem em troca uma vista sobre dois enormes prédios e um pequeno jardim do novo condomínio. E os atuais proprietários desses prédios vão ver o valor imobiliário dessas casas diminuir.


O QUE QUEREMOS?
Reclamamos da Assembleia Municipal de Lisboa e da Câmara Municipal de Lisboa que este projecto seja PARADO e tratado por todos como o LOTEAMENTO que de facto é. Ou seja:

- Que sejam apresentados estudos de impacte ambiental, social, económico e de tráfego;

- Que seja aberto um período de discussão pública de 60 dias úteis, com publicação de aviso online e formulário para recolha de contributos dos interessados:

- Que seja produzido relatório de ponderação pelos serviços da CML;

- Que seja levada a reunião de CML proposta do projecto (reconfigurado ou não) para discussão e aprovação, para posterior remissão à AML para discussão, aprovação e publicação em Boletim Municipal.





Os abaixo assinados,
  1. Actualização #1 Entrevista RTP1 "Portugal Em Direto" 6a. 22 março

    Criado em quinta-feira, 21 de Março de 2019

    Olá, quem assinou a petição (e eventualmente mora na zona das obras) quer aparecer na reportagem que a RTP1 vai fazer sobre este projecto? Se sim, era preciso estarmos juntos na Igreja da Glória (Rua da Senhora da Glória 83) esta 6a feira, dia 22 de março, às 14h45. A entrevista vai acontecer às 15h e dura só uns minutos. Obrigado! Nicolas Sousa




Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
1.197 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.