Petição Pública Logotipo
Ver Petição Razões para assinar. O que dizem os signatários.
A opinião e razões dos signatários da Petição: Não ao Jardim (privado) da Glória sem discussão pública. Não a um LOTEAMENTO DE LUXO com destruição ambiental e patrimonial no coração da Graça., para Presidente e Deputados da Assembleia Municipal de Lisboa, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Directora-Geral do Património Cultural.

Nome Comentário
Joana S. É essencial fazer um estudo de impacto ambiental deste empreendimento, para se poderem por em acção medidas para contrabalançar esse impacto. É também essencial saber o impacto no trânsito local e o impacto económico e social, para se conseguir um balanço entre os benefícios a usufruir pelos residentes no novo empreendimento e pelos restantes residentes da zona.
Andreia s. Sou nascida e criada no bairro da Graça tive da sair da minha casa para virar um hostel :( hoje ando louca a procura de casa em Lisboa (pois tive de sair de Lisboa porque não é fácil encontrar uma casa para mim e pros meus filhos com as rendas excessivas) e não encontro nada:( pelo menos a um preço acessível... infelizmente já não é o povo que manda dentro de ti minha cidade:(
Laura A. É completamente ridículo e revoltante o que andam a fazer em Lisboa. Aliás, o que a Câmara, que nos representa, anda a deixar fazer em Lisboa. Conheço mais pessoas do que tenho dedos para contar que foram ou vão ser despejados e não conseguem arranjar um quarto ou casa em Lisboa, sendo por isso obrigados a viver cada vez mais longe na periferia. As pessoas que já cá estão há décadas enfrentam o mesmo destino. Para quê? Para a Câmara ganhar uns milhões e os ricos comerem isto tudo. É tudo deles... Chega. A cidade é de quem nela vive e não de quem tem um apartamento de luxo reservado antes mesmo de ser construído.
Maria s. Concordo em absoluto com a luta.
Teresa R. Vivo na R.Josefa de Óbidos há 20 anos ocupei o andar (adquirido) dos Meus Pais, não quero que me provem nem a mim nem ao m/agregado familiar a vista do rio Tejo, nem as árvores que vocês por incúria cortaram. Tomem em consideração por bem desta cidade, que tem poucos espaços arborizados e demasiado betão.
Rui C. Infelizmente o ganhar dinheiro de alguns é mais importante do que a qualidade de vida dos cidadãos
Ines r. Duvido que o espaçamento de segurança entre os edifícios planeados seja legal a nível de relativamente aos que ja se encontram no espaço. As imagens mostradas nos anúncios de venda pouco mostram dos edifícios circundantes mas essa imagem é obviamente falaciosa. Bem como é muito difícil ver uma entrada para carros de bombeiros em caso de emergência. Ja houve incêndios neste local anteriormente e o problema para os combater relativamente a espaço era precisamente o mesmo, o que será com os blocos que estão para ser construídos no centro deste parque? Haverá com certeza alguém a lucrar muito ao fechar os olhos a esta geringonça. É uma trapalhice e imbecilidade que vai acabar por gerar mais problemas do que evita-los. Ca estamos nos em activa e profunda corrupção.
Inez R. Embora muitas vezes parece, isto não é a república das bananas!!!
Vania C. Empreendimentos urbanos deste género destroiem o sentido de comunidade das localidades. A Graça é um dos bairros de Lisboa com mais sentido de comunidade que devemos preservar, contra a continua gentrificação a que Lisboa tem estado sujeita.
Maria J. Os jardins não são caixotes de lixo.
Maria C. Vivo na R. Josefa de Óbidos, desde que nasci. Adorava ir à varanda e sentir o perfume caraterístico de plantas que cresciam na primavera. Nunca me passou pela cabeça que iriam neste espaço fazer apartamentos. Vivo numa casa privilegiada, que pertenceu à grande poetisa Portuguesa Florbela Espanca. Farei todos os possíveis e impossíveis, para que continue esta quinta entre a m/Rua e a Rua Senhora da Glória. Lisboa precisa de espaços verdes e não de betão.
Maria R. Sou residente nesta zona e também concordo com o que está a ser discutido. Não se admite que a CML tenha dado o dito por não dito e num lugar de utilidade pública tenha hoje sido “entregue” a uma empresa estrangeira para construção de um condomínio de luxo, que ridiculamente vai ficar num pátio rodeado de prédios antigos . De alguns destes prédios e com a conivência da C M L, foram expulsas pessoas, muito idosas para que este projecto pudesse concretizar-se.
GEORGIANA . Isto tem que parar
Pedro B. Vão demorar décadas para reconstruir o que o Medina está a destruir. Um parolo mediocre.
Paulo V. Chega de construções de habitação privada de luxo que estão a destruir a cidade e as possibilidades de vida nela. Estou no limite de ter de me ir embora desta cidade com muita pena minha.
Joaquim I. Vem daí rapaz,nossa marcha é esta;num balão aceso,vai um povo em peso,Lisboa e uma festa.Vem daí menina,não marches à toa, e traz um amigo, que queira contigo,abraçar Lisboa...
maria n. ...inadmissível!!!!!!!
Sandra G. Ética e Transparência. Medina pensa que Lisboa é o seu quintal. Acabou.
Katiana . Por uma Lisboa com espaços verdes para todos
Rita C. Uma vergonha.

Assinaram a petição
1.202 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.



Ler texto da Petição