Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

"BORDADOS DA LIXA" e não Bordado da Terra de Sousa

Para: Publico em Geral , em Especial Lixenses

Os Bordados Manuais da Lixa e a sua verdadeira identidade.
Lixa a terra dos bordados manuais.
Lixa a terra em que o linho ganha identidade própria quando se transforma através de linhas, agulhas e mãos feiticeiras em verdadeiras obras de arte onde reina o branco sobre branco.
Como é mundialmente conhecido, os bordados da Lixa são uma tradição antiga em Portugal, mais especificamente na região norte do país, na cidade de Lixa.
A história dos bordados da Lixa remonta ao século XIX, quando as mulheres da região começaram a bordar lenços, toalhas, panos e outros tecidos como forma de complementar a renda familiar.
Inicialmente, os bordados da Lixa eram feitos de forma tradicional, com motivos florais e geométricos, utilizando uma técnica manual que era passada de geração em geração. Com o passar dos anos, os bordados da Lixa foram se modernizando e incorporando novos padrões, técnicas e cores.
Embora, os bordados da Lixa ainda sejam reconhecidos pela sua qualidade e beleza, sendo utilizados em peças de roupa, decoração e artesanato em todo o país.
Certo é, que os bordados da Lixa correm sério risco de serem esquecidos, não só porque atualmente são poucas as pessoas que sabem bordar os mais de 300 pontos distintos usados neste único bordado do país, como ainda está a ser certificado com outra designação.
Os bordados da Lixa são considerados um patrimônio cultural de Portugal e representam a habilidade e talento das mulheres da região, que dedicavam horas do seu dia a dia para produzir peças únicas e encantadoras.
No entanto, há uns anos, tendo por base uma certa descaracterização dos mesmos por parte de alguns comerciantes, que por questões de lucro imediato abandalharam o rigor e a qualidade dos bordados, a Camara Municipal entendeu e bem, certificar os Bordados Manuais.
Mas errou profundamente na sua denominação, e nesse estudo para levar a cabo a referida certificação, passou a designar os Bordados da Lixa como Bordados da Terra de Sousa.
Alegadamente por questões territoriais da localização das bordadeiras, e evocando que a Lixa seria apenas um “entreposto” comercial.
Logo aqui estão 2 razões “incompletas”.
1. A Lixa ser um “entreposto” comercial? Sim, mas NUNCA SÓ E APENAS
2. As bordadeiras estarem sediadas por todas as Terras do Sousa? Sim, MAS NA LIXA TAMBEM. Na Lixa Todas as famílias tinham no seu núcleo, excelentes bordadeiras, que poderiam ou não comercializar seus trabalhos;

Acontece porem que estas razões apontadas para a mudança da denominação original dos Bordados, vem ainda dar mais força à verdadeira identidade Imaterial PATRIMONIAL dos Bordados da Lixa

1. “Entreposto” comercial, extremamente redutor:
a. Era na Lixa que se encontravam as Mulheres empreendedoras, que davam trabalho e sustento a todas as mulheres bordadeiras das Terras de Sousa, como?
i. Detentoras dos clientes;
ii. Comprando matérias primas;
iii. Preparando as peças as bordar e finalizando as mesmas;
iv. Sendo as verdadeiras empresas constituídas legalmente para o feito
v. Corriam Portugal de lés a lés, levando os Bordados da Lixa às casas mais distintas deste País e ate ao estrangeiro

2. As bordadeiras estarem espalhadas por todas as Terras do Sousa.
a. Verdade, muitas delas ensinadas e orientadas por Mulheres da Lixa. Como referido atras todas as famílias da Lixa tinham verdadeiras fadas de bordar e ensinavam as gerações mais novas e por quem passava por suas casas, desde “as criadas de servir”, as “amas de companhia”…

Atualmente e para repor a verdadeira história, valorizar e recuperar todo o Património Imaterial dos BORDADOS DA LIXA, é urgente fazer justiça e exigir que não se perca a sua denominação de origem, que a referida certificação em curso que a Camara Municipal está a realizar corrija de imediato essa denominação e que a Casa do Risco tenha a sua sede na Cidade da Lixa, não obstante possa ter “filiais” em Airães ou outras freguesias do Concelho.

Em conclusão e para que todos os Felgueirenses, além dos Lixenses entendam esta injustiça, basta fazerem o seguinte exercício:
3. Calçado de Felgueiras ou Calçado do Sousa e Ave????
4. Pão de Ló de Margaride ou Pão de Ló do Norte e Portugal???

E para que se entenda a importância do alegado “entreposto comercial”, o Vinho do Porto é conhecido Mundialmente, exatamente porque era do Porto que partia para o resto o Mundo e ficou e bem denominado, deveria ser agora denominado “Vinho do Fino do Douro”??? “Vinho da Regua…..” ????

Assinar a Petição pela Denominação:
BORDADOS DA LIXA



Qual a sua opinião?

Esta petição foi criada em 20 Fevereiro 2024
A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
35 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.