Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

A CIMPOR ESTÁ A DESTRUIR-NOS

Para: Assembleia da República, Presidente da República, Primeiro Ministro, Ministro do Ambiente e Ação Climática

À-dos -Melros é uma pequena povoação do concelho de Vila Franca de Xira, freguesia de Alverca do Ribatejo, cuja criação remonta a, pelo menos, meados do século XVI.

A população de À-dos-Melros é constituída por cerca de meia centena de habitantes, maioritariamente nascidos e criados naquela povoação, mas conta também com um conjunto de agregados familiares que a escolheram para sua habitação, alguns há mais de duas dezenas de anos.

À-dos-Melros tem sido um bom lugar para viver, tranquilo e suficiente perto de Alverca do Ribatejo e de Lisboa, pelo que a população tem investido nas suas casas, recuperando e melhorando as mesmas.

Certo é que há muitos anos atrás veio instalar-se bem perto a Pedreira do Bom Jesus, propriedade da CIMPOR.

Aquela Pedreira veio trazer incômodos diversos à população de À-dos-Melros, não só pelas frequentes denotações que passaram a existir, mas também pela constante nuvem de pó que paira sobre a povoação e que entra pela casa dos moradores.

Mas, a povoação soube aceitar a sua coexistência com a Pedreira, pois não obstante os incómodos relatados, reconhece o interesse económico que a mesma tem para a região.

No entanto, há cerca de dois anos a ano e meio esta situação agravou-se substancialmente. A CIMPOR pretende alargar a sua área de exploração da Pedreira do Bom Jesus até 70 M DAS CASAS DA POVOAÇÃO DE À-DOS-MELROS. E, na altura indicada, começou logo a avançar com a exploração da Pedreira.

Quando a exploração da Pedreira começou a avançar, os efeitos das detonações mais próximas começaram a sentir-se nas casas e nas ruas de À-dos-Melros, que começaram a rachar e as fazer ruir com os mesmos. Conforme a exploração vai avançando cada vez mais, os efeitos vão sendo cada vez mais avassaladores.

Há casas com as paredes a cair e todas rachadas. Por vezes estamos sentados no nosso sofá ao final de um dia de trabalho e começamos a ver o estuque a cair. Esperamos sempre que não nos caia em cima. Outras casas têm o chão levantado. Os muros estão a cair. Alguns se caírem definitivamente vão impedir o acesso dos moradores às suas casas. E outros, de forma bem mais grave, vão abater-se sobre as casas.

Isto acontece ao dia de hoje, em que a Pedreira está a laborar a mais de 200m. Agora imagine-se quando estiver a 70m das nossas casas como lhe foi autorizado! Será o fim de À-dos-Melros! E para onde irão os seus habitantes viver? A população não se que envolver em intermináveis processos de indemnização, mas sim manter o direito a viver nas suas casas. Permitimo-nos recordar que este é um direito constitucionalmente protegido.

Do exposto resulta claramente que a progressão da exploração da Pedreira do Bom Jesus põe seriamente em risco a segurança das pessoas e bens da população de À-dos-Melros, e mesmo a sua vida, afetando igualmente os que vivem na Estrada da Arruda e na Adanaia.

Não pomos em questão que a atividade de exploração da Pedreira do Bom Jesus esteja licenciada de acordo com a legislação em vigor. Mas, a verdade é que a legislação é geral e abstrata, mas a sua aplicação terá que ser casuística, tendo em atenção cada caso concreto e é esse o nosso objetivo.

Já recorremos a todas as entidades competentes: Direção-Geral de Energia e Geologia, Ministro do Ambiente e Transição Energética, Presidente da República, Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e seus Vereadores.

Andamos nisto há meses, sem vermos qualquer medida preventiva e concreta a ser tomada, sendo que cada vez sentimos mais as nossas vidas em risco.

A população não quer parar a Pedreira do Bom Jesus! Apenas quer que esta pare de avançar sobre as suas casas, deixando a CIMPOR de explorar a jazida que iniciou há dois anos e nos vai soterrar a todos!

Imaginem que esta é a VOSSA CASA! Ajudem-nos a divulgar o nosso grito por auxílio para que este chegue às autoridades competentes e estas impeçam a nossa morte!

AJUDEM-NOS!



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
637 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.