Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

VASCAINO:DIGA NAO A SAF!

Para: TORCEDORES DO VASCO E ASSOCIADOS

Petição Pública ao Ministério Público

Os torcedores do Clube de Regatas Vasco da Gama, através deste apelo popular, por intermédio do advogado que esta subscreve, vem respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, expor e requerer a seguinte intervenção judicial do Ministério Público, junto ao Clube de Regatas Vasco da Gama, referente a uma gestão temerária, amparada por uma liminar extinta, deferida pelo ministro Ricardo Villas Bôas Cuevas, e que por esta inconstitucionalidade, o futuro da nossa instituição está sendo ameaçada na sua soberania, afetando diretamente na paixão de seus torcedores, que desde sua fundação, contribuem de forma categórica na construção de todo o patrimônio do clube.
Na última eleição, regulamentada pelo seu Estatuto vigente, onde a vontade democrática e soberana do seu torcedor, que compareceu a este pleito, foi totalmente negligenciada, nosso direito constitucional e estatutário não prevaleceu, sendo atacada diretamente por agentes políticos, avessos ao resultado das urnas, que se uniram e articularam um esquema absurdo de irregularidades contra a jurisprudência do estado de direito, infringindo claramente a nossa soberania, conforme inciso 18 do artigo 5º, e inciso 1º do artigo 217 da nossa constituição.
A atual gestão, amparada por esta liminar arbitrária, se mantém no poder a mais de 1 ano, estando sub judice e sem legetimidade estatutária, e de lá para cá vem realizando diversas irregularidades contra o patrimônio do nosso clube, entre estas, destaca-se uma dívida prescrita, cobrada pelo atual presidente Jorge Salgado, na qual não há nenhuma comprovação contábil, e nenhum documento que faça jus a esta demanda de maneira vil, e que, estando no poder, foi atribuída por ele mesmo, este valor, e as correções à receber do clube, além de vários outros absurdos intencionalmente provocados, com finalidade única, de desvalorizar o clube, para desviar e iludir seus associados, gerando desesperança e desilusão, com intuito claro de propor uma venda como última solução para salvar o Clube.
Desta forma, agindo sorrateiramente, a atual gestão formalizou uma pré venda do clube, infringindo o estatuto do clube, e desrespeitando a vontade do seu quadro social, ao formalizar tal pré venda sem nenhuma discussão aprofundada a respeito, e dos riscos e de prováveis outras alternativas mais apropriadas, pois uma decisão delicada, atinge diretamente a instituição e a paixão do seu torcedor.
Essa pré venda acontece semanas antes de uma manifestação do quadro social, marcada para dia 05/03/22, e de conhecimento desta gestão, que corre contra o tempo, e a passos largos para atingir este objetivo, antes da convocação da Assembleia Geral Extraordinária (AGE), e do julgamento contra a suspensão de impedimento do juiz Paulo Roberto marcada para dia 10/03/22, uma demonstração clara de saberem que podem ser destituídos do cargo por suas infrações e pelos equívocos do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro contra a nossa autonomia como entidade desportiva privada.
Portanto, solicitamos ao Ministério Público, que haja uma intervenção judicial junto ao Clube de Regatas Vasco da Gama, para averiguar todas estas irregularidades praticadas por esta gestão sub júdice, de forma a esclarecer com imparcialidade e transparência, a real situação do nosso clube perante a tantas irregularidades contra o Estatuto do clube.
Solicitamos ainda, que a atual gestão fique impossibilitada de fazer qualquer tentativa de venda do clube, sem que haja um parecer conciso e definitivo do Tribunal de Justiça/RJ, pois os desmandos e toda a movimentação desta gestão, não podem ter a anuência do poder judiciário, sendo que todos os responsáveis por tamanha desordem, e até mesmo atos criminosos contra o clube, sejam julgados e condenados por suas ações, inclusive ressarcindo todos os prejuízos causados por esta gestão medíocre e temerária ao clube.
Esperamos que nossa autonomia como entidade desportiva privada, seja resgatada sem a interferência do estado, e que o nosso direito constitucional e estatutário sejam cumpridos, conforme determina a lei.



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
1.969 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.