Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

A palavra "torreense" no dicionário

Para:  Presidente da Assembleia da República, Ministra da Cultura, Academia das Ciências de Lisboa, Porto Editora, Portal da Língua Portuguesa e entre outras entidades

Torreense é uma palavra com história mas atualmente é um erro… Porquê!?

A palavra torreense faz parte do património cultural imaterial de Torres Vedras e deve voltar aos dicionários de língua portuguesa de Portugal! A “nova” ortografia eliminou a palavra torreense, uma palavra com mais de 200 anos de utilização.
A palavra “torreense” foi retirada dos dicionários e atualmente em Portugal é um erro. Como poderá ser um erro algo com cultura, raiz e tradição dos antepassados desta terra? Sendo atualmente, segundo os dicionários de língua portuguesa de Portugal, o natural/habitante de Torres Vedras um torresão, um torriano ou um torriense. Palavras, essas, sem história, alma, raiz, tradição e sentimento para designar um habitante/natural de Torres Vedras. Torreense, sim! Tem mais de 200 anos de história das gentes de Torres Vedras.
Exemplo disso é a “Philarmónica Torreense”(a filarmónica de Torres Vedras), que foi fundada em 1818; a “Typographia Torreense” (a Tipografia de Torres Vedras), que foi fundada a 1885; o “Grémio Artístico Torreense” (o Grémio Artístico de Torres Vedras), que foi fundado em 1891; o “Sport Club União Torreense” (o Sport Club União de Torres Vedras), que foi fundado em 1917; a “Cerâmica Torreense” (a Cerâmica de Torres Vedras), que foi fundada em 1928; o Jornal “O Torreense”(o Jornal de Torres Vedras), que foi fundado nos anos 30; o “Cine Batalha Torreense” (o Cine Batalha de Torres Vedras), que nos anos 40 já existia, e muitos mais “torreenses” existiram e existem nas ruas de Torres Vedras.
Para quem diz que a palavra torriense substitui a torreense, poderei dizer que são duas palavras bem diferentes na grafia e fonética. A palavra torriense só apareceu em 1945 com a nova ortografia (há 76 anos). Torreense conta com mais de 200 anos.
É curioso que, sineense e siniense, que oureense e ouriense e que viseense e visiense existem nos dicionários de língua portuguesa de Portugal, e torreense, é considerado um erro.

Tendo em nota que a palavra torreense está no dicionário de Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras e que recentemente o gentílico “acriano” (habitante do estado do Acre, no Brasil) foi alterado por via de lei estadual para a forma anterior “acreano”, dada a tradição dessa grafia na região.

No «Prontuário ortográfico e guia da língua portuguesa», de Magnus Bergström e Neves Reis, na edição de 1975, está escrito que os nomes de nacionalidade e naturalidade “Não se pode estabelecer uma regra única e rígida porque o uso e a tradição impõem os seus direitos”. E Fernão de Oliveira, autor da primeira Gramática da Linguagem Portuguesa, em 1536, escreveu “os homens fazem a língua, e não a língua os homens”. Considerando estas “determinações superiores”, será que a palavra torreense é mesmo um erro?

A palavra torreense deve regressar aos dicionários de Língua Portuguesa de Portugal.


Poderá ver um texto de opinião aqui. https://torresvedrasantiga.wordpress.com/2021/10/05/torreense-por-determinacoes-superiores-e-considerado-um-erro/

E um vídeo explicativo aqui https://youtu.be/u2i8WdGcNBc



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
203 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.