Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Petição Pública contra o Burnout

Para: Trabalhadores

Petição Pública contra o Burnout
A nossa petição tem como intuito melhorar as condições de trabalho dos profissionais portugueses. Para tal, fazemos várias propostas ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.
A Síndrome de Burnout é uma resposta a elevados níveis de stress laboral crónico, que acaba por trazer vários sintomas negativos para o ser humano.
Nos últimos anos o número de pessoas afetadas pelo Burnout tem vindo a aumentar em Portugal.
De acordo com o estudo feito em 2016 pela Associação de Psicologia da Saúde Ocupacional, 17,3% dos trabalhadores portugueses sofrem de Burnout, um aumento considerável em relação a 2008, quando eram apenas 9%.
Em maior detalhe, são mais de 87% os trabalhadores portugueses que afirmam não se sentirem recompensados pela sua ocupação profissional e 86% declaram ocasiões de stress no trabalho. Segundo o Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), metade dos professores portugueses sofrem de Burnout. No ramo da saúde, entre 2011 e 2013, foram 21,6% os profissionais que revelaram Burnout moderado e 47,8% Burnout elevado.
Esta síndrome, em 2019, causou a morte de 3 professores enquanto estavam a trabalhar. De acordo com a FENPROF, estas 3 mortes ocorreram devido à exaustão e desgaste extremo causados pela sobrecarga de trabalho.
Após o estudo do problema, decidimos propor medidas para reduzir o número de casos de Burnout, que tem sido crescente ao longo dos anos.
A redução de horas de trabalho e flexibilidade no horário, é uma das propostas que irá ajudar a combater os sintomas da doença. Devido à pandemia, os trabalhadores começaram a fazer teletrabalho, o que proporcionou um ambiente mais agradável e relaxado e uma maior satisfação ao trabalhar.
Também já foi provado que o exercício físico regular contribui para uma melhor saúde e redução dos níveis de stress, o que pode levar a maior felicidade fora das horas de trabalho. Logo, a atribuição de passes mensais de ginásios e Health Clubs será uma das nossas propostas.
Esta doença não esta relacionada só com certas profissões, pois todos podemos vir a sofrer da síndrome. Contudo, verifica-se que as pessoas que tendem a sofrer mais são as que estão diariamente expostas a um contacto elevado com a população.
Os profissionais que tem direito a este benefício são os seguintes:
-Professores de todos os níveis de ensino com pelo menos cinco anos de carreira;
-Profissionais de saúde com registo na respetiva Ordem com pelo menos cinco anos de carreira;
-Forças e Serviços de segurança com pelo menos cinco anos de carreira;
-Advogados e juízes com registo na Ordem dos Advogados com pelo menos cinco anos de carreira.

Esperemos que pondere as nossas propostas,

Catarina Ramos, Dimitrios Schoinas, Francisco Coelho e Madalena Rodrigues



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
13 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.