Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Nós Professores não pagos do Centro Europeu de Línguas em Lisboa (Amoreiras e Areeiro)

Para: DGERT-IAPMEI-ACT

Nós Professores não pagos do Centro Europeu de Línguas em Lisboa (Amoreiras e Areeiro)
centrocelteachers@gmail.com gostaríamos que se juntassem a nós nesta petição pelo cumprimento dos nossos direitos morais e cívicos relativamente ao pagamento pelos serviços que prestamos nesta instituição, dos quais possuímos provas tais como faturas não-pagas, mapas datados das aulas e testemunhos. Se foi um antigo professor/a lesado/a, ou mesmo antigo aluno, ou simpatizante da nossa causa, basta que assine, e se possível comente, para que se torne público e esta instituição cesse esta forma ilícita e desumana de lidar com seus funcionários.
We Non-paid Teachers at the European Language Center in Lisbon (Amoreiras and Areeiro)
centrocelteachers@gmail.com would like you to join us in our petition for the fulfillment of our moral and civic rights regarding payment for the services we provided to this institution, of which we have evidence, including unpaid invoices, maps dated from classes and witnesses. If you were a former exploited teacher, a former student, or supporter of our cause, please add your signature and if possible leave a comment, so that it can become public and prevent others from also falling victim to this institution’s illicit and inhumane practices.
Nous, professeurs non rémunérés du Centre Européen de Langues de Lisbonne (Amoreiras et Areeiro) centrocelteachers@gmail.com aimerions que vous vous joigniez à nous dans notre pétition pour l'accomplissement de nos droits moraux et civiques concernant le paiement des services que nous avons fournis à cette institution. Nous avons des preuves, y compris des factures impayées, des emplois du temps signés et datés des classes et des témoins. Si vous avez été un ancien professeur exploité, ou un ancien élève, merci d'ajouter votre signature afin qu'elle puisse devenir publique et éviter que d'autres personnes soient également victimes des pratiques illicites et inhumaines de cette institution.
Alice Teotónio Pereira, João Pinheiro, Miranda Machado, Fiona Lescure, Nayara Mirio e Silva, Liliann dos Santos Morales, Claire Zanni, Ana Filipa Silva



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
34 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.