Petição Pública Logotipo
Ver Petição Razões para assinar. O que dizem os signatários.
A opinião e razões dos signatários da Petição: Pelo reconhecimento e valorização da carreira de informática na Administração Pública, para Funcionários da Carreira de Informática da Administração Pública

Nome Comentário
vitor l. e pouco.....como ficam os que estao quase a se refoemar?
Cristina G. Manutenção de carreiras
Maria S. Tem sido uma vergonha a forma como me sinto tratada, estou na carreira há cerca de 35 anos e devido ou ao bloqueio das carreiras ou às demissões dos governos e ainda à inoperância dos RH, encontro-me bloqueada no último escalão do último nível do grau 1. Quando vim para esta carreira era uma carreira que prometia e acabou por ser esquecida e maltratada por todos os governantes deste país. Agora chegou a altura de fazerem muito mais e espero que com celeridade, porque a continuar assim já não dá. Reponham todos os anos perdidos, é o mínimo que poderão fazer. Concordo com as carreiras unicategorias, desde que tenham uma melhor valorização. Os trabalhadores de informática do estado, tirando algumas excepções, têm a sua capacidade de luta pelos seus direitos reduzida, em relação a outros, porque uma das maiores armas - a greve - pouco efeito produz: o que não fazem hoje, têm que fazer amanhã. Nesse sentido, toda e qualquer forma alternativa de chamar a atenção e a responsabilidade do governo é necessária e bem-vinda. As carreiras de informática, em teoria, até seriam aliciantes. O problema é que não se cumpre o que nelas está previsto.
Sergio C. Fazendo as contas devido ao regime de transição e ficar preso num nível inferior na carreira até obter novamente 10 pontos, implica ganhar menos cerca de um ordenado por ano a partir de 2030.
Miguel C. Concordo com uma carreira especial unicategorial (por oposição a uma carreia com categorias, níveis e escalões), pois exclui a obrigatoriedade de abertura de Concurso Público de promoção para patamares superiores (principal travão à progressão, depois do SIADAP). Discordo que se extingam as 5 áreas funcionais específicas da carreira de informática dos Especialistas/Técnicos de informática (complexidade 3 e 2), correlacionadas até agora com áreas de atuação dispares, e que subentendiam formação adequada especializada (Portaria nº358/2002), nomeadamente: a) Gestão e arquitetura de sistemas de informação (Especialistas); b) Infraestruturas tecnológicas (Especialistas/Técnicos); c) Engenharia de software (Especialistas/Técnicos). As pessoas deverão poder optar pela área para a qual tem vocação e/ou adquiriram conhecimentos específicos e não ser “pau para toda a obra”. Discordo também com o prolongamento de horário não-remunerado.
Ana F. Comentário: Concordo com uma carreira especial unicategorial (por oposição a uma carreia com categorias, níveis e escalões), pois exclui a obrigatoriedade de abertura de Concurso Público de promoção para patamares superiores (principal travão à progressão, depois do SIADAP). Discordo que se extingam as 5 áreas funcionais específicas da carreira de informática dos Especialistas/Técnicos de informática (complexidade 3 e 2), correlacionadas até agora com áreas de atuação dispares, e que subentendiam formação adequada especializada (Portaria nº358/2002), nomeadamente: a) Gestão e arquitetura de sistemas de informação (Especialistas); b) Infraestruturas tecnológicas (Especialistas/Técnicos); c) Engenharia de software (Especialistas/Técnicos). As pessoas deverão poder optar pela área, para a qual têm vocação e/ou adquiriram conhecimentos específicos. Um programador não tem que perceber de montagens de Hardware e vice-versa. Discordo também com o prolongamento de horário e ainda por cima, não-remunerado: acaba por ficar tudo na mesma! Duvido que o aumento salarial compense as exigências de trabalho, sem horário definido, até ao final da vida!
Joel O. .
Maria C. Concordo com uma carreira especial unicategorial, com índices de remuneração TRU (por oposição a uma carreia com categorias, níveis e escalões), pois exclui a obrigatoriedade de abertura de Concurso Público de promoção para patamares superiores (principal travão à progressão, depois do SIADAP); Discordo que se extingam as 5 áreas funcionais específicas da carreira de informática dos Especialistas/Técnicos de informática (complexidade 3 e 2), correlacionadas até agora com áreas de atuação dispares, e que subentendiam formação adequada especializada (Portaria nº358/2002). São elas: a) Gestão e arquitetura de sistemas de informação (Especialistas); b) Infraestruturas tecnológicas (Especialistas/Técnicos); c) Engenharia de software (Especialistas/Técnicos).
LUIS F. Pelo reconhecimento e valorização da carreira de informática na Administração Pública
João M. Faz todo o sentido
Gabriel F. Entrada automática na carreira de informática, para quem tem formação e desempenha funções na área, sem estar dependente de decisões politicas.
Rui S. Desvalorização e alinhar por baixo. Não, obrigado. Precisamos de uma revisão justa e merecida da Carreira de Informática.
Nuno E. - Carreias Pluricategorial - Não deixar cair as carreiras existentes - Proposta para a criação de novas carreiras (exº técnico/especialista em cibersegurança) - Valorização dos indices renumeratórios
Eduardo D. Vamos para frente
Vítor S. A petição sublinha pontos essenciais a considerar na estratégia de um Estado cujo futuro nos serviços que presta seja forte e dinâmico. A experiência demonstra que a sucontratação externa não permite preservar conhecimento e experiência.
Nuno S. Técnico de Informática - Universidade de Aveiro
Eva M. 114845581
paulo m. Aja decência de não piorar condições. ou assuma-se o desejo de não ter serviços de informática, para entregar ao privado a sua exploração.
José P. A entidade patronal (UMinho) não nos proporciona formação na nossa área há muitos anos
Rui S. Por estas e outras justas motivações e expetativas esperamos ser ouvidos a priori da calendarização para a revisão da Carreira de Informática

Assinaram a petição
1 401 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.



Ler texto da Petição