Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Atribuição do nome de General Augusto José Monteiro Valente, Capitão de Abril, a rua em Coimbra

Para: Ex.mos Srs: Presidente da Câmara Municipal de Coimbra/ Presidente da Assembleia Municipal de Coimbra

Os vinte e cinco signatários, número simbólico de Abril, são cidadãos/amigos de Coimbra que gostariam de ver prestada uma homenagem a AUGUSTO JOSÉ MONTEIRO VALENTE (1944-2012), através da atribuição do seu nome a uma das artérias da cidade. A personalidade em questão, nascida e falecida em Coimbra, justifica tal distinção pelo seu extraordinário desempenho militar e cívico em prol da Democracia e Liberdade em Portugal. A sua determinação democrática fizeram-no abraçar a Revolução do 25 de Abril de 1974, desafiando a ditadura vigente, tendo sido o jovem capitão que sozinho conseguiu sublevar todo um Regimento, o RI 12 da Guarda, cumprindo o plano de operações que lhe havia sido destinado. E sempre às ordens do Movimento das Forças Armadas marchou para Vilar Formoso a fim de controlar a fronteira portuguesa e de fazer valer o reconhecimento do histórico acontecimento que havia tido lugar em Lisboa. Tal dedicação a uma causa nacional já foi reconhecida ao mais alto nível, em 1986, quando Sua Ex.ª o Presidente da República, General António Ramalho Eanes, o agraciou com a distinção de Grã Cruz da Ordem de Liberdade.
Augusto Monteiro Valente era possuidor de um vasto currículo profissional e académico, bem representativo da sua ética profissional, dos seus princípios de honradez, de honestidade e de lealdade que nortearam toda a sua vida. Entre muitos outros desempenhos de índole militar que mereceriam ser citados, destaca-se aqui o facto de ter sido foi o primeiro oficial-general a comandar a Brigada Territorial nº 5, em Coimbra, onde veio a terminar a sua excecional carreira militar como 2º Comandante-Geral da G.N.R., em 2003, ou de ter sido Comandante do Centro de Instrução de Operações Especiais em Lamego, posição de que se orgulhava profundamente. A par do seu desempenho como militar, surge a vertente de cidadão, empenhado pela sua cidade, sempre pronto a dar o seu contributo em diversas associações de caráter sociocultural/científicas e das quais se salientam a prestigiada Associação 25 de Abril da qual foi sócio fundador; membro da Comissão Cívica para as Comemorações do Centenário da República em Coimbra; membro do Núcleo de Coimbra do Movimento Republicano 5 de Outubro (MR5O), investigador do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS-XX) da Universidade de Coimbra, entre tantas outras. Enquanto cidadão, nunca seria para si possível alhear-se dos seus valores junto de centenas de alunos das escolas básicas e secundárias do distrito de Coimbra, locais onde levava os seus conhecimentos de História, o seu incentivo ao estudo, os seus valores de cidadania, e, principalmente, o seu valiosíssimo testemunho dessa singular revolução havida em 1974, pela qual arriscou a própria vida. O seu exemplo de abnegação à causa pública, de cidadania e de democracia enriqueceu os jovens das escolas por ele visitadas frequentemente. A sua presença em debates, colóquios, seminários, conferências valeram-lhe o respeito e admiração por todos com quem ele privou, deixando um espólio representado por inúmeros artigos e intervenções, cujo fio condutor constitui um exemplo de saber científico, verticalidade e honra.
O nome de Augusto José Monteiro Valente deverá ser recordado e respeitado pelos portugueses e pelos munícipes de Coimbra que, muito orgulhosamente, devem fazer sentir a nível nacional que este conimbricense, acreditando numa sociedade mais justa e igualitária para todos, foi alguém verdadeiramente humanista.
Assim sendo, é imperioso haver uma artéria de Coimbra que honre, com toda a dignidade, o nosso herói de Abril, não nos humilhando perante uma fraca memória pelos que arriscaram a sua segurança e a sua vida ao serviço da Democracia e da Liberdade!
Não nos envergonhemos no futuro, por permitir o seu esquecimento no momento presente!
Com os melhores cumprimentos,
Coimbra, 17 de fevereiro de 2017
Anabela N. Monteiro

Signatários por ordem alfabética: Adelino Castro; Amadeu Carvalho Homem; António Arnaut; Anabela N. Monteiro; Boaventura Sousa Santos; Carlos Encarnação; Carlos Esperança; Carlos Fiolhais; Carlos Sá Furtado; Fernando Regateiro; João Gouveia Monteiro; João Paulo Almeida e Sousa; José Dias; José Augusto Ferreira da Silva; José Joaquim Gomes Canotilho; José Manuel Pureza; José Manuel Simões; Luís Reis Torgal; Maria do Carmo Rosa Lopes; Maria José Azevedo Santos; Marisa Matias; Natércia Coimbra; Rui Alarcão; Teresa Portugal; Vasco Lourenço.
  1. Actualização #1 Encerramento

    Criado em segunda-feira, 20 de Março de 2017

    Encerrado em 20-03-2017



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
318 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.