Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Vamos salvar o Cão de Fila da Terceira ou Rabo Torto!

Para: Governo, Presidente da República, Assembleia da República, DGAV, CPC, Governo Regional dos Açores

O Cão de Fila da Terceira é uma raça que surgiu há centenas de anos na Ilha Terceira nos Açores.

Foi tradicionalmente uma raça de cães de guarda e agarre de gado de aspecto variável cuja principal característica distintiva da raça era para além da funcionalidade no trabalho o facto dos cães nascerem de cauda curta ( couto ou rabão) ou de cauda torta em vários formatos sendo os mais normais L, S ou cauda em caracol tipo porco.

http://caodefiladaterceir.wixsite.com/caofiladeterceira

https://www.facebook.com/Projeto-recupera%C3%A7ao-Fila-da-Terceira-1325740407531730/?ref=br_rs

https://www.facebook.com/profile.php?id=100009223277606&ref=br_rs

http://docs.wixstatic.com/ugd/25926e_15d69ddc7b8a48de82515066c14a76fa.pdf

Com a forte imigração de gentes da Terceira para o Brasil que a raça entrou em declínio numérico tendo desde 1960 havido 3 tentativas frustadas de recuperação da raça.

Desde 2013 um grupo de entusiastas da raça com a ajuda de alguns amigos dos Açores e o alto patrocínio da Casa Real Portuguesa https://pt.scribd.com/doc/114996263/D-Rosario-de-Braganca-Um-Rei-Um-Povo-A-Vontade-de-Vencer iniciaram um novo e bem sucedido projecto de recuperação da raça havendo já algumas dezenas de cães distribuídos.

A raça foi reconstruída de 2 formas pelo uso de cães vindos dos Açores com as características físicas, de cauda e psicológicas adequadas e pelo cruzamento de mastim ibérico rabão com bulldogue ( raças originais) Todas as actuais ninhadas tem sangue açoriano em elevada percentagem.

No entanto após os fogos do ano passado que destruíram parte dos espaços, todo o projecto está em perigo por falta de apoios das entidades estatais e até do Clube Português de Canicultura.

O que pretendemos com a petição:

1 - Que o Governo e o CPC reconheça a raça com as especificidades que é uma raça tipo bandogue ( cruza de cães tipo mastiff X bull ou dogue) aberta a infusões de sangue de outras raças com o mesmo fenotipo, mantendo como ponto de característica distintiva a genética de cauda curta ou torta ( não é amputada). Além de sempre ter sido assim evita-se a demasiada consanguinidade e problemas de saúde da maioria das raças actuais.

2- Que seja aberto um LOP para a raça pelo CPC.


3- Que o Governo ordene às forças militares e policiais o uso de um x número de cães da raça Fila da Terceira em funções de defesa e outras que se venha a revelar útil.

4- Que a DGAV permita fazer os registos dos chips e dos animais como pertencentes à raça Cão de Fila da Terceira e os que foram registados como cruzados, porque o sistema de registos não tem todas as raças nem permite escrever o nome de outra raça que não esteja pré configurada lhes seja permitido fazer essa alteração e registar os cães correctamente.

5- Que o governo regional colabore activamente com o projecto quer junto dos actuais detentores de exemplares quer usando as suas estruturas regionais do Ministério da Agricultura onde tem gado para introduzirem a raça como auxiliar das lides com gado quer junto dos agricultores das ilhas para que venham a usar esta raça no seu trabalho.







Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
198 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.