Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Petição Pelo Hospital Conde de Bertiandos

Para: Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Alto Minho; ARS Norte; Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Assembleia Municipal de Ponte de Lima e Ministra da Saúde

PETIÇÃO
Vamos todos mostrar a nossa indignação relativamente à decisão tomada pela Administração da Unidade Local de Saúde do Alto Minho relativamente à retirada dos médicos de Medicina Interna e da redução de enfermeiros do Serviço de Urgência Básica do Hospital do Conde de Bertiandos, que serve uma população de 100.000 habitantes (Ponte de Lima, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Paredes de Coura). Estes profissionais de saúde deixarão de prestar serviços a partir do próximo dia 15 Junho.
Vamos explicar:
1 .Qualquer doente que venha à Urgência e é visto pelo médico de Clínica Geral e Familiar e cujo diagnóstico lhe suscite dúvidas é passado à especialidade de Medicina Interna e por conseguinte a situação é resolvida no próprio local, sem riscos, demoras ou gastos supérfluos em transferências
2 - O apoio de familiares a estes doentes é melhor, dado a proximidade da sua área de residência;
3 - A existência desta especialidade no apoio ao Serviço de Urgência, permite que os casos agudos transferidos dos Centros de Saúde de Ponte de Lima, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Paredes de Coura, sejam avaliados pela especialidade e quando se justifique sejam internados em Ponte de Lima
4 - Com o desaparecimento desta especialidade teremos um serviço de urgência desqualificado;
5 -- Todos os doentes que recorriam ao Serviço de Urgência Básica do Hospital de Ponte de Lima e necessitavam de apoio de Medicina Interna eram apoiados aí. Agora o que se vai passar a partir de 15 de Junho é que vão ser transferidos para Viana do Castelo, com todos os inconvenientes que daí advêm, ou seja, espera para atendimento em Ponte de Lima, transferência em ambulância com risco clínico acrescido, espera para atendimento em Viana do Castelo (horas) e posterior transferência em ambulância para Ponte de Lima se tiver que ser internado (coitados dos nossos doentes, que pode ser um seu familiar);
6- Com esta menor afluência de doentes vão reduzir o nº de enfermeiros.
7 -Mais incompreensível ainda é que esta decisão é tomada numa altura em que decorrem obras significativas de ampliação e requalificação do espaço do Serviço de Urgência Básica;
Não tenham dúvidas que a verificar-se a alteração anunciada ela trará prejuízos enormes para os doentes, para toda a população da área de influência do Hospital e, contrariamente ao que se pretende, haverá um aumento significativo da despesa e uma diminuição significativa da qualidade dos cuidados prestados aos doentes.
Não percebendo o alcance desta decisão, apenas a antevêem como mais uma “machadada” na capacidade instalada do Hospital de Ponte de Lima, com um objectivo claro no horizonte e que é a redução significativa de camas no internamento, apesar de este ter uma taxa de ocupação muito elevada, recorrendo com frequência à utilização de camas suplementares.
Desde há uns anos para cá, temos vindo a verificar a diminuição de diversos serviços, sucessivamente, devagar para não dar muito nas vistas. Pois é, a continuar assim vamos ficar sem o nosso saudoso “HOSPITAL CONDE DE BERTIANDOS”, que já não era um pequeno Hospital.
Vamos defender os nossos filhos, pais e avos, vamos fazer alguma coisa…



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
654 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.