Petição Pública Logotipo
Ver Petição Razões para assinar. O que dizem os signatários.
A opinião e razões dos signatários da Petição: Suspensão provisória das alterações à Lei 5/2006, de 23 de fevereiro, RJAM, até criação de uma comissão multidisciplinar e independente , para Exmo. Presidente da Assembleia da República

Nome Comentário
carlos d. Ao longo da minha carreira profissional, senti muitas vezes, no tocante a esta matéria, dificuldades enormes em articular a variada legislação penal, com alguns conceitos e definições ali vertidos, pois verifica-se a existência de conceitos mais ou menos especulativos, e definições verdadeiramente incorrectas. Nesta matéria -como em muitas outras-, o preto tem de ser preto, o branco tem de ser branco. Não pode haver preto claro e branco escuro!
Fernando M. Apoio incondicionalmente esta petição.
José m. Não é agravar mas sim prevenir e respeito pelo cidadão que pensa diferente
pedro r. Todo o apoio a esta petição publica no sentido de fazer valer os nossos legitimos direitos
Domingos C. Acho justo
Marco R. Penso haver razão e fundamentos nesta petição (o que me leva a assina-la). Pois em algo tão complexo e burocrático, querer torná-lo ainda mais complicado, só me leva a supor que quem quer andar na lei andará cada vez mais revoltado e por consequência poderá mesmo tornar se fora de lei. Pois bem, se as leis permitem que quem não é de bem possa fazer mal e ainda assim andar na rua, não vejo o porquê de todas estas proibições sem fundamentos concretos e científicos. Espero que os senhores tenham em conta a já tão elevada lista de assinantes que não concordam com a tal alteração
Miguel P. Uma proposta sem qualquer sentido!
António C. Já basta de tantas asneiras que de há algum tempo a esta parte têm sido introduzidas à lei das armas. Já inicialmente a lei de 2006 estava cheia de falhas de imposições ridículas e as sucessivas revisões foram sempre no sentido, não de a corrigir e melhorar mas sim contra os caçadores e atiradores desportivos introduzindo ainda mais restrições absurdas, uma burocracia imensa que desmotiva qualquer um e sempre para agradar a uma clientela politica que muito fala do que não sabe mas nada faz vivendo normalmente à conta do Estado ou seja dos meus impostos. Basta de considerar os portadores e detentores de armas LEGAIS (caçadores e atiradores desportivos) como bandidos e criminosos pois para mim isto é um insulto grave porquanto a quase totalidade destas pessoas são pessoas de bem e cidadãos cumpridores dos seus deveres para com a sociedade. Ao contrario do governo andar a prejudicar os detentores de armas legais deveria isso sim preocupar-se em aumentar enormemente as penas e punições para aqueles que cometem crimes com armas sejam elas de fogo ou não pois que para essa gente não há qualquer controlo nem nunca ninguém lhes pergunta pela licenças das armas que usam.
Marcia A. Sporting sempre
ANTÓNIO S. Subscrevo, sem qualquer restrição ou reserva. Já bastam os "alçapões" e "ratoeiras" da legislação em vigor, não falando já dos paradoxos, anacronismos e absurdos que o legislador tem vindo a reconhecer.
Luís R. Não é razoável, que à custa dos cumpridores da Lei, se auto-promovam "sensibilidades", quer por parte das Autoridades quer por parte do poder político, com vista à politicamente correcta moda. Mais e mais controlo sim às armas ilegais. Muito mais haveria por dizer mas fico por aqui. O meu obrigado aos promotores da Petição.
Ricardo D. Hoje em dia ter uma arma legal é ser um criminoso mas a maioria dos crimes são feitos por armas clandestina,a essas não intresam saber a onde estão(não tem seguro pra cobrir os estragos que fazem)
Francisco R. ---
Antonio M. Totalmente de acordo aliás está por demonstrar o nexo de casualidade entre a detenção legal de armas de fogo e a criminalidade, pelo contrário a detenção legal de armas de fogo é bem mais impeditiva. Alias neinguem compreende por exemplo que alguém que é detentor de lupa classe c tenha que ter licença de tiro desportivo para participal em provas oficiais de tiro desportivo quando as armas utilizadas nesse desporto já se encontrm a coberto da lupa classe d e c
vanda g. preocupem-se com os que não têm as armas legalizadas
Fernando M. Teem que preocupar mais com aqueles supostamente andam por aí clandestinos, e não com quem paga os seus direitos e, anda legal. Qualquer um q é amigo de um deputado passa também a ser. E, depoi dánisto incompetência.
Fernando S. "Máxima Liberdade Máxima Responsabilidade" - ao cidadão deve conceder-se-lhe o direito ao "uso e porte de arma" e, isso sim, responsabilizá-lo, pesadamente, pelo seu uso indevido, na forma dolosa ou negligenciada. Arma autorizada é arma registada. E, se registada, tem direito a 100 munições anuais, proporcionando a hipótese de treino mínimo e, assim, evitarem-se alguns acidentes trágicos com armas de fogo. Acredito que muitas das armas ilegais só o são por falta da autorização legal, perdendo-se, assim, a oportunidade do seu registo, e obrigando, também, à sua aquisição clandestina e consequente escassez de munições. Ora, e se não há munições não há treino. E sem treino não haverá aptidão para o seu uso, o que, eventualmente, aumentará os riscos no seu manuseamento. Não esquecendo, claro, o incremento para a transição de munições clandestinas, e, também, a falta das receitas que tal "economia paralela" provoca. É minha convicção que quem quer possuir arma obtém-a legal ou ilegalmente. Assim sendo, compete ao Estado decidir se quer receber o imposto da sua transição (e munições) e tê-la sob registo de controlo. Legislar-se sim, mas a repercussão do acto deve ser tida em conta.
Henrique . Concordo com a petição
Vitor r. Temos que lutar ate a ultima gota de sangue,viva vida rural, viva a natureza,viva a caça!!!!
FRANCISCO M. Considero que a actual legislação em vigor é a correcta, em termos identificativos dos portadores de arma, e armeiros, assim, como os seus deveres. Em relação á criminologia, é só pôr as actuais leis a funcionarem nas respectivas instâncias.

Assinaram a petição
8.192 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.



Ler texto da Petição