Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

PETIÇÃO PÚBLICA EM DEFESA DO CINEMA DO BAIRRO

Para:  Comunidade de Achadinha, do Bairro, de Eugénio Lima, de Madjana, e todos os munícipes da Praia

O cinema Universal de Achadinha, vulgarmente apelidado de Cinema do Bairro (Sibéria), um património de todos nós, foi edificado no início da década de 80 do século XX como um espaço cultural alternativo e complementar ao cinema do Platô. Ao longo de duas décadas (1983 a 2003), cumpriu um papel importante na promoção da massificação do acesso ao cinema e, bem assim, na divulgação da música popular cabo-verdiana, à época em franco crescimento.

O encerramento a partir de 2006 dessa emblemática instalação – sabe-se perfeitamente – não significou a perda de vitalidade dos artistas do Bairro. Pelo contrário, a mesma vem sendo utilizada pelos diversos grupos culturais do Bairro, designadamente o Grupo Vindos d’Africa, a mais antiga e laureada agremiação carnavalesca da capital, e a Associação Multi-arte, tendo em vista a formação de nova geração de instrumentistas do carnaval (especialmente no domínio da percussão) e a promoção de outras actividades culturais, como a dança tradicional e contemporânea, envolvendo cerca de 200 crianças e jovens de ambos os sexos.

Em 2010, lembre-se, no âmbito do programa de reabilitação de equipamentos públicos, a então gestão da CMP atribuíra o referido espaço ao Grupo Calú & Ângela para exploração comercial, salvaguardando, entretanto, a preservação de espaços culturais (salas de cinema, espaços recreativos) na linha do que foi acordado entre a comunidade do Bairro e o ex-edil da Praia e actual Primeiro-ministro. Por razões de índole vária – e que aqui não importa apreciar –, este projecto não foi adiante.

Entretanto, recentemente, a CMP, fazendo ouvidos moucos à proposta apresentada pelas associações representativas da comunidade do Bairro em transformar – agora sim e para valer – o Cinema em um espaço multi-funcional (multiuso), decide concessionar o referido espaço à Igreja para a promoção de atividades religiosas. Trata-se de uma decisão a todos os títulos incompreensível quando se sabe que a paróquia Santa Imaculada Conceição (sedeada no Bairro) já dispõe de um importante lote de terreno, atribuído também pela CMP, na zona contígua à actual igreja, que poderá servir, perfeitamente, a esse propósito.

Assim, considerando a contribuição histórica relevante dos artistas e agentes culturais do Bairro na promoção da cultura na cidade da Praia e em Cabo Verde, nomeadamente nos domínios da música, do carnaval, do teatro, do artesanato;

Tendo em atenção que o Bairro (e a Achadinha em geral) e a zona de Eugénio Lima, que albergam mais 25.000 habitantes, não dispõem de nenhum equipamento de natureza cultural capaz de potenciar e incentivar o desenvolvimento de indústrias criativas como preconiza a política governamental;

Considerando ainda que a perspectivada requalificação do Cinema do Bairro, no sentido de o transformar num espaço multifuncional de promoção das artes integradas, é a medida de política que melhor responde aos anseios da população do Bairro, dos demais bairros limítrofes e da cidade da Praia, em geral;

Os signatários desta petição pública exortam os eleitos municipais e as autoridades camarárias a revogarem a deliberação que pretende transformar o histórico Cinema do Bairro em espaço religioso de acesso a uma comunidade única.

Aproveitamos para conclamar a todos os moradores e amigos do Bairro e zonas limítrofes a assinarem a presente petição que será entregue às autoridades competentes.

EM PROL DA CULTURA, SEMPRE!


Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
168 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.