Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

PETIÇÃO PARA UMA ESTÁTUA EM RIO TINTO

Para: Fernando Rocha

A 2 de Julho de 1975, nasce FERNANDO Alberto Pinto Pereira Alves da ROCHA, no Hospital São João, no Porto. Desde sempre foi uma criança divertida e traquinas, e o seu dom para contar anedotas nasceu logo nos seus tempos de miúdo, onde, nos jantares de família, divertia todos os seus familiares a contar anedotas.

No ano 2000 surge no canal de televisão TVI, o programa “Ri-te Ri-te”, um concurso para contadores de anedotas. O Fernando era nesta altura electricista de construção civil, casado há pouco tempo e com um filho a caminho. Apresenta-se a concurso e vai ganhando as diversas eliminatórias, até que chega à final e sagra-se o vencedor absoluto do programa.

Depois destas peripécias televisivas, Fernando Rocha arranja um emprego melhor e vai trabalhar para a empresa EMF da CP. Aí conhece um colega que o convida para actuar no bar do seu filho, na Praia da Madalena (em Gaia), o Bar Tic-Tac. A experiência é um sucesso enorme, com casa cheia, todas as quintas-feiras à noite. Por força desse mesmo sucesso, é gravado um CD ao vivo com a actuação do Fernando Rocha no Bar Tic-Tac. O disco é um fenómeno de popularidade e do nada, rapidamente atinge as 10.000 mil cópias vendidas.

Por força destas vendas e muito mais através de pirataria, sobretudo dos estudantes universitários, Fernando Rocha fica cada vez mais conhecido pelo seu talento e humor.

Quando em Janeiro de 2003, o canal de televisão SIC, estreia o programa “Levantate e Ri”, convida Fernando Rocha para encerrar o programa. O sucesso foi tal, que a estação propõe imediatamente ao Fernando, a assinatura de um contrato de exclusividade com a SIC.

Gravou 13 (treze) CD’s original, sendo os últimos “As Anedotas de Fernando Rocha Ao Vivo em 2013”, editado pela Espacial e “FERNANDO ROCHA N’AMERICA 2013”, editado nos Estados Unidos da América e 4 (quatro) DVD’s, com especial destaque para o último, “Anedotas de Fernando Rocha Ao Vivo no Teatro Sá da Bandeira – Portugal a Rir (Em Tempo de Crise)”, lançados pela editora Espacial. Todos estes trabalhos obtiveram grande sucesso, atingindo os mais altos galardões: disco de prata, ouro, platina e tripla platina.

No final de 2012 sai para o mercado o seu segundo livro, intitulado “As 100 Melhores Anedotas do Fernando Rocha, editado pela Prime Books, com ilustrações de Onofre Varela. Apesar da sua juventude em 2006 foi lançado um livro biográfico “A Minha Vida Numa Anedota”, escrito pela jornalista Natacha Lima Reis e editada pela Prime Books.

Participou em diversos programas televisivos, tais como Levanta-te e Ri, Ou Bai Ou Rocha, Sic10Horas, Herman Sic, Às 2 por 3, Maré Alta, Êxtase, 5 Estrelas, Malucos do Riso, Fátima, Contacto, Querida Julia, Boa Tarde, galas especiais, musicais, de Natal e Fim de Ano, e muitos, muitos outros programas, como humorista e actor. Como apresentador deu a cara pelo programa diário e em directo “A Ganhar É Que A Gente Se Entende” e mais recentemente no “Portugal Em Festa”, aos domingos à tarde.

Deu voz à série de desenhos animados para televisão “Maduro Tinto” (SIC) e à curta-metragem de animação em 3D “História de Um Caramelo”.

Participou na telenovela da SIC “Sol de Inverno” onde interpretou o papel de Norberto, um ex-namorado de Fátima, personagem interpretada por Luciana Abreu.

Foi actor de cinema, com uma participação especial – fez de Faísca (um traficante de armas) – no filme português “Balas e Bolinhos II – O Regresso”, e um traficante de órgãos no filme “Balas e Bolinhos III – O Último Capitulo”, ambos do realizador Luís Ismael.

Em 2009 para a estação de televisão Porto Canal, foi autor e apresentador de “ZUMBA NA B’JEKA”, um show semanal, que para além de conter stand-up comedy, foi protagonista das rubricas “FREDO” (curtas-metragens mudas) e “OS CROMAS”. Para a mesma estação foi ainda protagonista do especial “Um Conto de Natal” gravado no Teatro Sá da Bandeira.

Apresentou ainda diariamente a rubrica radiofónica “A Voz do Povo” (crónicas humorísticas), na estação NFM (várias frequências em todo o pais) que já deu origem ao 8º CD “A VOZ DO POVO – Programa de Rádio do Fernando Rocha”, lançado no final de 2010 e “Rebeu, Beu, Beu, Pardais ao Ninho” em 2016 em todas as rádios do Grupo Record.

Fernando Rocha está a tirar o Curso Superior de Teatro e Representação na ESAP – Escola Superior Artística do Porto.

Paralelamente a tudo isto, continua a actuar regularmente por Portugal com diversos tipos de espectáculos humorísticos: Show de Anedotas / Stand-Up e Rábulas Humorísticas. Percorre o país inteiro de norte a sul, do interior ao litoral e as ilhas da Madeira e Açores. O Fernando Rocha tem um carinho muito especial pelas comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo, tendo já actuado na África do Sul, Alemanha, Andorra, Angola, Bélgica, Canadá, Córsega, Estados Unidos da América, França, Holanda, Inglaterra, Kosovo, Luxemburgo, Moçambique, Mónaco, Suíça e Venezuela.

Em 2014 comemorou 15 anos de carreira. Em 2015 saiu para o mercado o CD + DVD editado pela Espacial “Fernando Rocha 15 Anos de Carreira Live no Pavilhão Rosa Mota, Porto”, editado pela com Marco Horácio, Roscas & Estacionâncio, Francisco Menezes, Hugo Sousa, Pedro Neves, João Seabra, Miguel 7 Estacas e Rui Xará.

En 2017, Fernando Rocha apesar de ser um comediante, abriu as portas ao humor nacional com o programa Pi100Pé onde este é transmitido pelo YouTube onde já leva mais de 100mil subscritos.
Graças ao trabalho notável de Fernando Rocha, cada vez mais existem pessoas a sentirem-se felizes com mais humor que existe em Portugal, e o mais importante, assim conseguir promover novos talentos a nível nacional com veia artísticas por vezes escondida pelo simples medo de estarmos num país que apoia muito a cultura e as artes.

Por isso, venho assinar a petição que:
Queremos uma estátua do Fernando Rocha em Rio Tinto.
Um estátua de um homem do povo, que dá tudo que falta aos portugueses, um novo motivo para voltar a sorrir.

Uma estátua para Fernando Rocha,
Homem do povo,
Para o povo.



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
2 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.