Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Contra a mudança de instalações dos cursos de Ciências da Comunicação da Universidade do Porto

Para: Ex.mo Senhor Presidente da Assembleia da República; Reitoria da Universidade do Porto

Na sequência das recentes tomadas de decisão sobre a reorganização da licenciatura e mestrado de Ciências da Comunicação, serve a presente petição para documentar publicamente o descontentamento inerente a estas medidas. Em linha com os pareceres emitidos pelo Departamento de Ciências da Comunicação e Informação, pela Comissão de Acompanhamento da Licenciatura em Ciências da Comunicação, bem como pela Associação de Estudantes da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, os atuais e antigos alunos destes cursos expressam preocupação e manifestam a sua discórdia com a decisão de transferência da carga curricular de Ciências da Comunicação para o pólo do Campo Alegre.
A par das reservas apontadas pelos grupos supracitados - como a tomada da decisão sem consulta prévia dos principais visados, a não comunicação de um plano explícito de reorganização, os encargos acrescidos dos atuais alunos com as deslocações necessárias, a menor disponibilidade de recursos técnicos, ou as questões logísticas de acolhimento no Campo Alegre, - reforça-se o risco de diminuição da qualidade do ensino e a elevada probabilidade de retrocesso num projeto multidisciplinar único e de elevado mérito.
O mercado de trabalho reconhece as qualidades do que atualmente se faz no pólo autónomo de Ciências da Comunicação, num projeto que evoluiu e se afirmou ao longo de 17 anos. Como parte integrante desta evolução, estes alumni são prova da mais-valia de uma formação baseada na recorrente prática, só possível graças às condições criadas neste ambiente específico. Reorganizar os cursos, separando as componentes prática e teórica, irá significar um esforço maior por parte dos alunos e professores para cumprir os mesmos objetivos que hoje conseguem atingir. Para além dos objetivos curriculares, acresce ainda a maior dificuldade no desenvolvimento de projetos extra-curriculares, que enriquecem exponencialmente os percursos dos alunos, tornando-os mais críticos e autónomos.
Relativamente a esta decisão, não se encontram justificações para a parca comunicação dos orgãos superiores responsáveis, que continua a imprimir uma preocupação e desconforto notórios entre alunos, professores e antigos estudantes. E uma reorganização desta natureza, independentemente do seu motivo, não parece servir o interesse maior dos alunos, e pode comprometer seriamente a identidade da formação até aqui consolidada.
À Universidade do Porto, aos orgãos diretamente relacionados com a sua direção e às faculdades que tutelam os cursos de Ciências da Comunicação, pede-se que prevaleça o princípio da precaução, garantindo que a reestruturação destes cursos só é feita com o único propósito de torná-los mais competitivos, envolvendo professores e alunos, para garantir uma qualidade de formação superior à que hoje se oferece.
O posicionamento da Universidade do Porto para aumentar os pontos de contacto entre as diferentes faculdades e unidades orgânicas, diminuindo a dispersão existente entre os diferentes pólos, parece agora desvanecer-se com esta decisão, que coloca em sério risco este projeto diferenciador. Aos alunos e professores de Ciências da Comunicação é imputado um esforço adicional sem vantagens formativas associadas, o que pode pôr em causa a preparação para o mercado profissional e a adulteração dos cursos atualmente disponibilizados.
Por todos os motivos mencionados, os alunos e antigos alunos dos cursos de Ciências da Comunicação pedem a reversão deste processo de reorganização administrativa.


Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
699 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.