Reconhecer a profissão de polícia como de desgaste rápido

2.671 Pessoas
Fundamentação:

- Por polícia deve ser considerada toda a actividade do exercício das forças e serviços de segurança.

O exercício da atividade policial está sujeita a fortes pressões, uma vez que, cada vez mais a comunidade, no seu todo e o cidadão em particular, exigem mais dos profissionais de polícia em termos de capacidade de atuação e competência no desenvolvimento desta Profissão; as atividades criminosas envolvem, cada vez mais, organizações violentas e altamente profissionais, dispondo os agentes do crime de sofisticadas armas que se dispõem a utilizar sem vacilar, exigindo-se, cada vez mais dos polícias.

Contribuem ainda para este desgaste as pressões resultantes da exposição pública destes profissionais, e os riscos psicossociais a que estão expostos.

Por outro lado, estes profissionais cumprem horários em regime de turnos (rotativos), em que a remuneração não tem acompanhado o esforço inerente ao cumprimento de horários noturnos e ao fim de semana, com remunerações que são consideradas, unanimemente, abaixo dos padrões nacionais e europeus, o que, por si só envolve um grande desgaste emocional e físico.

Por tudo isto, consideram os signatários da presente petição pública que os Deputados da Assembleia da República, como representantes do povo devem desencadear os mecanismos legais e estatuários que permitam que seja aprovada legislação sobre esta matéria.

(A todos os signatários da presente petição se pede o preenchimento completo dos dados obrigatórios *)
Ver Mais...

versão desktop